SALA DE AULA

Aprenda a transformar uma peneira em adereço de dança

Não muito conhecida, a peneira de ganho é um objeto que faz parte da história brasileira. Ela teve grande importância no período do Brasil Império, quando foi utilizada por negros no manejo de mercadorias para o comércio. No entanto, ela foi redescoberta como adereço para danças típicas e enfeite. A professora do Instituto Mpumalanga Tereza Oliveira nos ensina a transformá-la. Colorida, a peneira assume uma nova função: a de encantar o público.

 

Todavia, nem sempre foi assim. Os escravos utilizavam a peneira como cesta, onde carregaram mercadorias para serem comercializadas. Alguns patrões autorizavam que eles ficassem com parte da renda obtida no comércio, por isso popularizou-se o nome “peneira de ganho”. A importância dessa prática foi tamanha, que colaborou com a alforria de alguns negros, cujos ganhos no comércio foram suficientes para o pagamento da liberdade.

 

Mais adiante, no ano de 1888, a Lei Áurea seria um grande passo na história do Brasil. E a peneira de ganho continuou a fazer parte da rotina dos negros, agora recém-alforriados. Deslocados e sem espaço no mercado de trabalho, alguns deles optaram pelo comércio de artesanatos e outros objetos. Era uma alternativa para tentar o próprio sustento no novo contexto histórico e, novamente, eles tiveram como aliada a peneira, utilizada como balaio para transporte dessas mercadorias.

 

Confira o vídeo que nos ensina a enfeitar uma peneira:

 

Comentários