DIÁRIO DE BORDO

‘Bioregistro’, a diversidade da vida pela Caravana

Um dos grandes trunfos da Caravana do Esporte e da Caravana das Artes, além de sua metodologia educativa, é seu poder de mobilidade atestado no nome do projeto. A ação em constante movimento pelo território brasileiro traz uma visão abrangente desse país, tão marcado por suas peculiaridades regionais e diferenças culturais. São brasileiros todos, porém inseridos em contextos e ambientes diferentes. A visão de mundo do morador do Pantanal é diferente daquela encontrada no Sertão Nordestino ou em uma comunidade ribeirinha às margens do São Francisco.

 

É por isso que nesse 22 de maio celebramos o Dia Internacional da Biodiversidade munidos de imagens que confirmam as sutilezas dos ecossistemas que formam o Brasil, afinal este maior país da América Latina ainda não perdeu o status de detentor de vegetação abundante apesar de suas megalópoles cada vez mais verticais.

 

A Caravana difunde uma ideia de sociedade sustentável e aproveita de sua bagagem multiregional para trazer o meio ambiente em pauta nas escolas, sejam elas nos grandes centros urbanos ou inseridas em realidades interioranas. O conhecimento do ambiente em que se vive é um caminho para preservá-lo por meio da conscientização e entendimento de suas características.

 

Essa segunda-feira é momento mais que oportuno para pensarmos a biodiversidade e nos colocar como parte desse complexo sistema onde tudo é vivo e tudo está em movimento. Nas áreas urbanas ou não somos parte da biodiversidade e precisamos entendê-la tão pulsante quanto nosso próprio sistema estrutural.

VIAJE NAS LINDAS IMAGENS DA CARAVANA: 

 

Comentários