DIÁRIO DE BORDO

Caravana rumo ao litoral! Próxima etapa será em São Sebastião!

Quem pensa em São Sebastião logo alcança a imagem da praia, a sonoridade do mar. É difícil desvincular a cidade litorânea da faixa de areia, porém o município tem muito urbanidade e história no entorno das praias. Melhor exemplo disso é a Topolândia, onde está concentrada a maior parte da população. É para lá que vão a Caravana do Esporte e a Caravana das Artes conhecerem uma versão menos corriqueira ao imaginário de São Sebastião.

 

Hoje com cerca de 20 mil pessoas entre casinhas aglomeradas, a Topolândia já foi menor, porém o processo de conurbação transformou os bairros da Topolândia, da Olaria e de Itatinga em um único conjunto, ao qual os moradores se referem apenas como Topolândia.

 

Ao pé da serra, casas de bairros distintos foram se juntando até tornar a Topolândia um grande aglomerado.

Ao pé da serra, casas de bairros distintos foram se juntando até tornar a Topolândia um grande aglomerado.

O crescimento desordenado trouxe problemas quanto ao desmatamento da Mata Atlântica ao mesmo tempo que aumentava a necessidade de cuidados urbanos. O bairro que recebe o projeto no próximo dia 20 de junho evoluiu bastante em saneamento básico, que já foi o principal motivo de preocupação dos moradores. No entanto, a saúde continua em pauta. A população sofre com a proximidade de uma refinaria de petróleo, com casos de vazamento de gás e contaminação do solo.

 

São problemas urbanos que se escondem por trás do potencial turístico de São Sebastião. O município caiçara tem o título de Estância Balneária, o que garante uma verba maior do Estado para desenvolvimento turístico da região. Além das praias e ilhas, São Sebastião também conserva parte importante da história brasileira.

 

O município foi encontrado por Américo Vespúcio dois anos após o ‘descobrimento’ em 1502. A região habitada por índios das etnias Tupinambás e Tupiniquins sofreu a influência portuguesa se transformando em um dos engenhos de cana de açúcar fornecedores da Coroa. Portugueses, indígenas e negros compuseram a forte miscigenação que hoje se reflete na cultura e tradições do povo caiçara na mais antiga cidade do Litoral Norte paulista.

 

Toda essa mistura que se reflete na cultura de São Sebastião estará representada na Caravana. Além de levar as metodologias Esporte para Todos e Viva com Arte, que norteiam os projetos, as tradições locais também estarão devidamente representadas, como maneira de reforçar a identidade regional.

Abertura: 19 de junho.
Ação: 20, 21 e 22 de junho.
Local da Arena: Rua Francisco B. Campo 350 , Topolandia

CONFIRA NOSSO INFOGRÁFICO:

Arte_SãoSebastião_infográfico

Comentários