Nossa história

Com o objetivo de mostrar para o Brasil que o esporte pode ser sim para todos, a Caravana do Esporte colocou seus pés na estrada e seguiu viagem. Nossa história começa em 2005, com um atendimento a 9 mil crianças e adolescentes de 7 a 14 anos, e 1300 professores das mais diversas escolas públicas brasileiras. No primeiro ano de projeto, com um grupo seleto de atletas e professores de educação física, chegamos a 12 cidades das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país. A parceria dos Canais ESPN, Unicef e Instituto Esporte Educação, da medalhista olímpica Ana Moser, alinhou conteúdo jornalístico, acesso às cidades com baixo índice de desenvolvimento humano e metodologia do esporte educacional.

Caravana do Esporte em Rio das Flôres

Caravana do Esporte em Rio das Flôres, no Rio de Janeiro.

O entusiasmo da diretora, Adriana Saldanha,  em colocar o projeto na rua todo mês,  uniu parceiros e viabilizou um maior atendimento para crianças  e professores de diversas cidades brasileiras.  A cada município atendido os números se multiplicavam. De 2005 pra cá, mais de 261 mil crianças e 18.770 professores atendidos. O atendimento indireto é de aproximadamente 2 milhões crianças e jovens.

Nessa terra de índios, brancos e mulatos, conhecemos sotaques, tradições e manifestações culturais das mais variadas raízes e expressões. É neste cenário, brasileiro sim senhor, que a Caravana do Esporte conquistou  o país com um documentário jornalístico premiado, exibido mensalmente na grade de programação da ESPN Brasil.

O apoio e a dedicação do então diretor de jornalismo da ESPN Brasil, e um dos idealizadores da Caravana do Esporte, José Trajano, em mostrar o esporte educacional como ferramenta de educação na televisão do segmento esportivo, deu força ao projeto e muitos assinantes passaram a conhecer a metodologia do Instituto Esporte Educação.
O esporte educacional ganhou força na mídia brasileira, destaca João Batista Freire, doutor em Psicologia Educacional pela USP. Para Ana Moser, presidente do IEE – Instituto Esporte Educação, a Caravana do Esporte criou uma tecnologia de inclusão.“Com toda nossa força como mídia, A ESPN se  associou ao IEE e ao UNICEF e através da Caravana conseguimos chegar em todo o Brasil” , diz German Harteinstein – diretor geral dos canais ESPN

Em 2007, a Caravana do Esporte ganha força com mais um grande projeto. Adriana Saldanha e a cantora baiana Daniela Mercury criam a  Caravana da Música. As duas Caravanas andam juntas com objetivos semelhantes: levar música e dança educacionais a comunidades com baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) pelo Brasil. A parceria da ESPN com o Instituto Sol da Liberdade (ISL), e Unicef, atraiu professores e artistas voluntários seduzidos pelo mesmo desejo de que ‘a arte pode incluir e transformar’. Assim, mais crianças foram atendidas e mais professores capacitados. O atendimento direto atingiu a marca de  84.000 crianças e 7.000 professores, e mais de um milhão de crianças conheceram o método de música e dança educacionais, por meio do conhecimento dos educadores capacitados.

Caravana do Esporte e Artes em Marabá - PA

Caravana da Música em Marabá, no Pará.

2014 – É um ano muito especial para os projetos Caravana do Esporte e Caravana da Música. O mundo mágico da Disney se junta às Caravanas em uma parceria inédita com muita arte, magia e criatividade. Os personagens Mickey e Pateta viajam o Brasil para levar alegria com o Cinema da Caravana. Oportunidade única para as crianças e professores atendidos pelos projetos. “Entendemos que a nossa participação na Caravana do Esporte está totalmente alinhada com os nossos objetivos de cidadania corporativa, que internamente chamamos de Inspire-se. Ambos querem promover valores positivos e inspirar crianças e famílias por meio de atividades que estimulam a inclusão social e a vida ao ar livre”,  Miguel Vives – vice-presidente sênior e diretor administrativo da Disney

Disney e Pateta visitam a vila tradicional de pescadores em Itaúnas, Espiríto Santos

Disney e Pateta visitam a vila tradicional de pescadores em Itaúnas, no Espiríto Santo.

Depois de oito anos de projeto e uma experiência acumulada em mais de 70 cidades atendidas pelo projeto, em 2015, a Caravana da Música se transforma em Caravana das Artes. O Instituto Mpumalanga, presidido pela jornalista Adriana Saldanha, ancora o projeto na Lei de Incentivo à Cultura, do Ministério da Cultura. A parceria com o Unicef e a ESPN continua e promete grandes novidades para os próximos anos.
Segundo Saldanha, a Caravana das Artes referencia a cultura brasileira nas mais diversas manifestações, e, oferece a criança e ao professor, nas oficinas do projeto, a mais pura identidade brasileira.

O esporte da Caravana conta com atletas consagrados dentro e fora do esporte,  como Daiane dos Santos, Claudinei Quirino, Mauro Silva, Wladimir, Afonsinho, Paulo César Cajú (futebol), Diogo Silva (taekwondo), Lars Grael (iatismo), Adriana Araújo (boxe) e tantos outros grandes nomes estão com a gente!

A ginasta Daiane dos Santos na Caravana do Esporte em Horizonte, Ceará

A ginasta Daiane dos Santos na Caravana do Esporte em Horizonte, no Ceará.

E na música a rede de artistas voluntários também não para de crescer…
Marina Lima, Ivan Lins, Luciana Melo, Zé Renato, Xangai, Margareth Menezes, Léo Russo e Carol Serdeira estão no mesmo time. Uma turma de formadores de opinião, mais que um grupo, uma seleção que apóia a arte e a música dentro da escola, e são fundamentais para a formação integral do sujeito.

A cantora Margareth Menezes em Conceição da Barra - ES

A cantora Margareth Menezes em Conceição da Barra, no Espírito Santo

Para os próximos anos,  a nossa história continua….
Novas oficinas, novas modalidades esportivas e muitas novidades vêm por aí!!!

Até breve!