DIÁRIO DE BORDO

Skate, boxe e artes! Caravana ‘arretada’ e radical em Lauro de Freitas!

Alô Bahia!!!

 

Depois de muita expectativa para o primeiro destino, a Caravana do Esporte e a Caravana das Artes estão prontas para estrear em 2017. O município será Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador, na Bahia.

 

O início carrega novidades que devem marcar esse ano, como a inclusão de esportes radicais dentro das atividades da Caravana do Esporte. E se o assunto é adrenalina melhor mesmo é a participação de um convidado acostumado com grandes emoções. O skatista Sandro Dias faz sua estreia pelo projeto animado com a proposta de dividir o mundo do skate com as crianças baianas.

 

O skate já adquiriu um importante público na cidade, em virtude de uma pista pública muito elogiada pelos amantes do exporte, inclusive os esportistas profissionais que conheceram o espaço. E não foram poucos! Afinal a pista já tem mais de dez anos e já sediou em duas oportunidades etapas do Circuito Brasileiro profissional. Em 2012, uma reforma adequou o piso tornou-a ainda mais uma referência da região.

P-20160401-00368_News

 

Porém, o esporte educacional nesta etapa não virá só das pistas. Do ringue para a Caravana, a pugilista Adriana Araújo reforça o time. Ela já é parceira do projeto e chega cheia de vontade para ver a Caravana em terras baianas. Moradora de Salvador, Araújo é uma medalhista de bronze nas Olimpíadas de Londres-2012.

 

A Caravana do Esporte apresenta o metodologias educacionais divididas em oito mini-estações esportivas espalhadas pela arena. As modalidades são praticadas de modo a proporcionar o sucesso e a inclusão de todos. Duas tendas de artes também reforçam a proposta educativa. Os alunos têm contato com a música e a dança de forma acessível. Os instrumentos são recicláveis e as atividades podem ser reproduzidas nas escolas. Para isso, tanto os professores de educação física, quanto os de arte, passam por formação nos três dias de projeto.

 

Lauro de Freitas recebe a Caravana nos dias 04, 05 e 06 de abril, no Estádio Municipal Edvaldo Costa Santos, no bairro de Itinga. A abertura acontece um dia antes, no mesmo local da arena.

 

Conheça mais Lauro de Freitas

 Arte_infografico

A cidade tem pouco mais de 50 anos, mas essa jovialidade se explica por uma mudança de nome, que transformou Santo Amaro de Ipitanga em Lauro de Freitas. A nomenclatura foi alterada para homenagear Lauro Farani Pedreira de Freitas, candidato a governador da Bahia que morreu em um acidente aéreo na campanha de 1950. A mudança de nome ainda é polêmica e muitos defendem a volta do nome original.

 

A geografia e localização de Lauro de Freitas diz muito sobre a sua história. O município litorâneo favorecia o escoamento de mercadorias, tornando-se um importante polo de produção agrícola, sobretudo a cana de açúcar. O engenho açucareiro trouxe para o litoral baiano a mão de obra escrava africana, que dita traços culturais da região até hoje.

 

O município de Lauro de Freitas tem IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) alto. Apesar disso, ainda sofre com a violência urbana. A cidade permanece entre as maiores taxas de homicídio por arma de fogo do país, apesar da queda dos últimos anos. Lauro de Freitas é a décima cidade mais perigosa nesse quesito, com 153 mortes registradas, segundo o Mapa da Violência 2016.

Comentários